Empurrando minutos com a barriga? Pare já!

Empurrando minutos com a barriga? Pare já!

Só um minuto, já te retorno. Só que nunca mais...

Nosso cérebro é engraçado. Uma máquina super poderosa, mas às vezes vacila. Resolve viajar para o Caribe quando precisamos focar naquele relatório urgente. Os minutos vão passando e, de repente, já não há mais tempo para executar a tarefa. Nos sentimos improdutivos, maus profissionais, incompetentes.

Um ser humano normal tem em torno de 60 mil pensamentos diários, 80% são negativos. Sim, você é normal, e pode mudar este quadro. Conhece aquele pensamento budista?

“Eu só posso controlar aquilo de que tenho consciência. Aquilo de que não tenho consciência me controla.
A consciência me fortalece.”

Acorda, vai para o trabalho, faz primeiro o que gosta, depois as tarefas fáceis, faz pausas, conversas, cafezinhos, apaga incêndios, espia as redes sociais… Quando chega a hora das tarefas importantes, o dia está no fim. Volta para casa com a desagradável sensação de que não rendeu nada o dia todo. Já aconteceu com você? Acontece muitas vezes? Pois bem, você e a grande maioria das pessoas passa 95% do seu tempo no “piloto automático”.

Hoje vamos lhe dar três dicas para sair do piloto automático e assumir as rédeas do seu destino. 

Se é rápido, resolva agora!

Costumamos empurrar com a barriga tarefas que poderíamos resolver em dois ou três minutos. Nosso piloto automático faz isso. Depois acabamos esquecendo, soterrados por outros compromissos.

Avalie seus e-mails. Quantos podem ser respondidos na hora? Aquele telefonema para aprovar, confirmar ou dar um retorno rápido, se deixado para depois, vai ocupar espaço na sua agenda e/ou memória durante todo o tempo que você o estiver protelando. Não faz sentido deixar para depois estas tarefas rápidas, elas vão ser desvios de foco quando você estiver imerso em assuntos que merecem sua atenção total.

O acúmulo destas pequenas tarefas na sua mente é motivo de angústia e pode, inclusive, prejudicar seu sono. Pensando em tornar os seus dias mais proveitosos e as noites mais tranquilas, desenvolvemos um material com as melhores técnicas para gestão do tempo. São métodos elaborados por experts em produtividade que vão ajudar você a conciliar lazer e afazeres. 

A caixa de entrada do stress

Uma caixa de entrada com centenas ou milhares de e-mails, que se multiplicam a cada dia, é a sua dose matinal e homeopática de stress. Entre spams, ofertas de lojas virtuais e newsletters legais como as nossas 😉 estão emails de trabalho. E entre eles ainda estão os importantes, os que são para ler depois, os que você tem que avaliar, os divertidos, etc. Como processar todos sem correr o risco de perder algo importante ou atrasar a resposta para uma oportunidade?

Uma das táticas para isso já falamos acima: resolva os assuntos rápidos na hora. Outra é parar um pouco e organizar suas necessidades diárias, você faz isso uma única vez e aproveita os resultados para sempre.

Primeiro crie listas ou rótulos para seus tipos de email, por exemplo: ler, comprar, orçar, revisar, etc. Não faça muitas listas, tente agrupar os emails nas principais necessidades da sua rotina. Feita esta divisão em grupos, você está pronto para o próximo passo. Organizar sua caixa de entrada para que fique sempre “zerada”. Zerar a caixa de entrada vai lhe trazer uma ótima sensação e liberar sua mente para assuntos importantes e estratégicos. Parece bobagem, mas retirar estes pequenos afazeres da nossa memória melhora a concentração e o humor.

Para onde vão os minutos?

Alguns minutos somem misteriosamente durante o horário de trabalho. Na verdade, eles estão sendo roubados por diferentes distrações que se apresentam no dia a dia. E só é possível recuperá-los depois de descobrir aonde eles foram parar. Você precisa saber se passa muito tempo ausente do computador, lendo portais de notícias ou mesmo resolvendo tarefas arbitrárias em determinado programa.

Mas, como já vimos, é fácil perder a linha de raciocínio ao entrar no piloto automático. Necessitamos de reforço para monitorar nossos próprios comportamentos. A melhor solução é recorrer aos softwares especializados em medição de produtividade. Identificar exatamente quanto tempo você gasta em cada atividade consiste no primeiro passo para a correção de conduta.

É isso que o NetEye faz, gerando relatórios sobre o desempenho dos colaboradores. Ele identifica, em tempo real, quais páginas ou programas estão sendo acessados por cada usuário. Além disso, permite classificar quais tarefas são consideradas pessoais e profissionais. Ao final do dia, você terá estatísticas para analisar como utilizou o seu computador ao longo do expediente.

Teste o módulo de produtividade do NetEye gratuitamente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*